ACESSAR O MATERIAL TAGS

Autor(a):

Almeida, Júlio Gomes de

Orientador(a):

Suano, Helenir

Ano de publicação:

1999

Assuntos:

administração da educação

Resumo:

O presente trabalho teve como objetivo compreender as formas assumidas pela participação dos professores no cotidiano de uma escola da periferia de São Paulo buscando evidenciar o modo de pensar, sentir e agir destes professores frente à realidade. Neste sentido, realizou-se uma descrição minuciosa do trajeto percorrido após o autor assumir a coordenação pedagógica da escola através de eleição, colocando em evidência a mudança de atitude dos professores a partir desse momento. Partiu-se do pressuposto de que as organizações estruturadas a partir de papéis rigidamente definidos torna o cotidiano um tempo e um espaço de morte, onde a ação das pessoas e grupos é reduzida ao cumprimento de papéis definidos por outros e onde o dissenso não pode ser compartilhado. As trocas simbólicas para os espaços informais. Nesta situação a duplicidade e o simulacro são estratégias de sobrevivência importantes. A pesquisa mostrou que, embora a escola esteja inserida em um sistema burocratizado, em determinados momentos de sua história, seu cotidiano foi marcado pela quebra de limites das funções o que possibilitou envolvimento dos professores entre si e com os alunos fazendo da escola um espaço de encontro e de trocas o que possibilitou, entre outras coisas, a experiência de socialidade, de reprodução e construção do conhecimento. Observou-se ainda que, mesmo nos momentos em que essa quebra de limites das funções levou a um envolvimento maior, os espaços legalmente constituídos como espaços de participação, permaneceram apenas como espaços formais, isto é, onde se cumpria uma exigência, mas por onde a vida não passava.

ABNT:

ALMEIDA, J. G. de, & SUANO, H. (1999). O cenário das trocas - um encontro com os rumores da paixão: estudo da participação no universo de uma escola. Universidade de São Paulo, São Paulo.