ACESSAR O MATERIAL TAGS

Autor(a):

Farias, Ana Carolina Batista de Almeida

Orientador(a):

Gobbi, Marcia Aparecida

Ano de publicação:

2016

Unidade USP:

Faculdade de Educação [FE]

Assuntos:

desenho; infância; sociologia educacional; relações étnicas e raciais; cabelo; educação infantil

Palavras-chave do autor:

cabelos;debate étnico-racial;desenhos;infância;sociologia

Resumo:

Este trabalho tem por objetivo compreender as relações entre as crianças e o que desenham no que se refere a questões étnico-raciais, tomando estas como ponto de partida para observar de que maneira o racismo pode ser construído e constituído desde a infância; O trabalho de campo, realizado em uma Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) na periferia da cidade de São Paulo, infere que elementos culturais presentes nos desenhos de meninas e meninos (tais como os traçados dos cabelos prioritariamente lisos e a ausência das representações das cores das peles nos desenhos), bem como questões abordadas sobre como é ter cabelo crespo e pele escura, podem significar uma condição não tão desejada, sobretudo para as meninas de 4 e 5 anos; Ainda que a professora da turma pesquisada seja negra e esteja comprometida com o debate étnico-racial, oferecendo diversas referências sobre personagens e personalidades negras, as vivências positivas referentes as questões da negritude são raras na realidade dos alunos, o que faz com que racismo institucional presente na escola apareça como pano de fundo e reforce o sentimento de muitas meninas desejarem ardentemente uma estética branca e etnicamente distinta das suas características naturais: serem loiras e terem cabelo liso.

ABNT:

FARIAS, Ana Carolina Batista de Almeida; GOBBI, Marcia Aparecida. "Loira você fica muito mais bonita": relações entre crianças de uma EMEI da cidade de São Paulo e as representações étnico-raciais em seus desenhos. 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.