ACESSAR O MATERIAL TAGS

Autor(a):

Alberto, Solange Maria Rodrigues

Orientador(a):

Pieruccini, Ivete

Ano de publicação:

2017

Unidade USP:

Escola de Comunicações e Artes [ECA]

Assuntos:

mediação cultural; informação; infoeducação; educação permanente

Palavras-chave do autor:

apropriação cultural educação formação continuada infoeducação mediação cultural

Resumo:

Esta pesquisa trata da formação continuada de Educadores Mediadores Culturais em ambientes informacionais educativos. A definição do objeto de pesquisa considerou a experiência de formação dos quadros de profissionais para o trabalho no dispositivo Estação do Conhecimento Einstein em Paraisópolis, na cidade de São Paulo. A partir dos referenciais da Infoeducação, abordagem de natureza histórico-cultural das relações entre Informação e Educação, a pesquisa objetiva identificar e sistematizar elementos teóricos e metodológicos para a formulação de um conceito de formação continuada, tendo em vista processos e práticas de mediação cultural pautados por princípios de apropriação e protagonismo cultural. Pesquisa de natureza qualitativa, toma como corpus de análise a documentação produzida nos programas e ações realizadas com grupos de educadores para a implantação do referido dispositivo informacional educativo, bem como coleta de depoimentos, por meio de entrevistas semiestruturadas e grupos focais com os educadores. Como resultado, foi possível identificar três eixos em razão da mútua articulação exercida na formação dos Educadores Mediadores Culturais: a experiência, condição para abordar a complexidade da questão, a formação do profissional reflexivo considerado nas dimensões social e política e o ambiente da ECE como uma modalidade de dispositivo formativo que redimensiona os saberes e fazeres educativo-culturais dos educadores. Ao considerar a complexidade social e política frente ao campo da formação continuada de Educadores Mediadores Culturais, a pesquisa mostra, assim, os limites de concepções que entendem a formação como instância de padronização de práticas e avança no sentido de evidenciar o espaço formativo como locus de encontro entre saberes teóricos e os da ação - Universidade e terreno. É pela ruptura com um paradigma difusionista que se pode afirmar que a formação com o dispositivo ECE traz implicado em seu projeto educativo-cultural ações para o desconfinamento de sujeitos ao se apresentar como uma plataforma que projeta-os para a cidadania cultural.

ABNT:

ALBERTO, Solange Maria Rodrigues; PIERUCCINI, Ivete. Formação de mediadores culturais: o lugar da experiência . 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27151/tde-21022018-152727/