ACESSAR O MATERIAL TAGS

Periferia

Autor(a):

Lima, C M G;Pela, N T R

Autor(a) USP:

Pela, Nilza Teresa Rotter

Ano de publicação:

1995

Unidade USP:

Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto [EERP]

Assuntos:

recém-nascido de baixo peso

Palavras-chave do autor:

nutrição; gestantes; baixo peso

Resumo:

Este trabalho teve o objetivo de estudar um grupo de 15 gestantes de baixo peso, que fizeram pré-natal em um Centro Municipal de Saúde da periferia de Botucatu - SP, triadas pela "Curva de Rosso", comparando-as a um grupo de 08 gestantes de peso normal triadas pelo mesmo instrumento e que freqüentavam o mesmo serviço pré-natal. Verificou-se que os filhos de mulheres de peso normal pesaram, em média, 118 g a mais que os filhos das mulheres de baixo peso; independente do peso materno, pesaram mais os recém-nascidos de mulheres com altura superior a 155 cm e não fumantes; as mulheres de peso normal tiveram, em média, 2 semanas de gestação a mais; entre os filhos das gestantes de baixo peso observamos relação entre peso médio ao nascer e ascensão na curva altura uterina x idade gestacional; não houve relação entre anemia materna e intervalo interpartal inferior a 2 anos e peso ao nascer.

ABNT:

LIMA, C M G; PELA, N T R. Estudo com gestantes atendidas em um centro municipal de saúde da periferia de Botucatu-São Paulo - relação entre baixo peso materno e baixo peso ao nascer do concepto. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 3 , n. ju 1995, p. 79-94, 1995. DOI: 10.1590/s0104-11691995000100007.