ACESSAR O MATERIAL TAGS

Vulnerabilidade

Autor(a):

Brandão, José Ricardo de Mello

Orientador(a):

Rosenburg, Cornélio Pedroso

Ano de publicação:

2000

Unidade USP:

Faculdade de Saúde Pública [FSP]

Assuntos:

adolescentes; delinquência juvenil

Resumo:

Objetivo: Traçar o perfil sociodemográfico e descrever as características do ato infracional no município de São Paulo, relacionando o local de residência dos adolescentes infratores com o Mapa da Exclusão/Inclusão Social da Cidade de São Paulo. Método: A partir do banco de dados do Ministério Público, utilizou-se análise estatística e geoprocessamento para obtenção dos resultados. Resultados: Em relação à população do município de São Paulo, há um maior número de infratores negros, grande contingente natural de São Paulo, imensa maioria masculina, originários de famílias com rendas pouco inferiores às médias do município e com um expressivo abandono escolar. Outrossim, a reincidência é mais comum entre os que não trabalham, não estudam e são provenientes de famílias com rendas mensais inferiores, padrão idêntico ao dos adolescentes que cometem atos contra o patrimônio e que formam o principal grupo internado provisoriamente. Nota-se, também, uma grande concentração das taxas de adolescentes infratores, de acordo com seu local de residência, nos distritos do chamado centro velho de São Paulo. Na comparação entre este "ranking" e os índices de exclusão/inclusão social da cidade de São Paulo, observou-se correlação inversa apenas quanto à eqüidade. Conclusão: Do ponto de vista do território, não parece haver correlação entre local de moradia dos adolescentes infratores e exclusão social, a despeito da vulnerabilidade indicada pelo perfil destes jovens. Parece existir exceção no tocante à equidade, que aponta para uma certa resiliência nas comunidade onde há mais mulheres alfabetizadas como chefes de família.

ABNT:

BRANDÃO, José Ricardo de Mello; ROSENBURG, Cornélio Pedroso. Adolescentes infratores em São Paulo: retrato da exclusão social?. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.