ACESSAR O MATERIAL TAGS

Habitação Popular

Autor(a):

Mendes, Mena Cristina Marcolino

Orientador(a):

Fabricio, Márcio Minto

Ano de publicação:

2018

Unidade USP:

Instituto de Arquitetura e Urbanismo [IAU]

Assuntos:

sistemas e processos construtivos; industrialização da construção; avaliação pós-ocupação; habitação popular

Palavras-chave do autor:

avaliação pós-ocupação;desempenho em uso;habitação social;industrialização da construção;sistemas construtivos inovadores

Resumo:

As tecnologias consideradas inovadoras podem apresentar vantagens para o setor da construção civil, como no caso da produção de paredes e painéis autoportantes que representam um aprimoramento na eficiência e qualidade do processo produtivo. A partir do ano de 2009, a industrialização da habitação social foi estimulada pelo programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), mediante homologação do sistema construtivo inovador (SCI), no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação Técnica (SiNAT). Para a obtenção do Documento de Avaliação Técnica (DATec), o produto inovador passa por avaliações de desempenho técnico, porém estas avaliações não respondem ao comportamento em uso destes produtos, e nem à manutenibilidade dos sistemas construtivos inovadores. Neste contexto, a Avaliação Pós-Ocupação (APO) se apresenta como um método adequado ao propiciar, pelos seus procedimentos, a avaliação do especialista técnico e a percepção do morador usuário. O desenvolvimento da presente tese partiu da elaboração de um protocolo para a aplicação sistemática de um conjunto de instrumentos integrados, desenvolvidos no âmbito do Projeto Inovatec da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), possibilitando a avaliação do desempenho das moradias de três conjuntos habitacionais diferenciados pela tecnologia construtiva. Este primeiro resultado proporcionou a crítica aos instrumentos e a proposta de otimização do método. Os instrumentos otimizados foram submetidos à avaliação de dois especialistas em desempenho de sistemas construtivos. Como resultado, foi proposto o critério de avaliação do SCI, à luz da ABNT NBR 15575:2013, de acordo com a relevância dos fatores de desempenho. Os resultados mostraram que o desempenho em uso dos sistemas construtivos inovadores é satisfatório, embora se apresentem indicações de reavaliação do sistema construtivo quanto aos procedimentos de manutenção e o fornecimento de assistência técnica. Além disso, recomendou-se a necessidade de reavaliação das interfaces dos sistemas construtivos e das falhas sistemáticas oriundas do projeto e da execução, sobretudo as que se referem à estanqueidade e à segurança, por comprometerem a habitabilidade da moradia, a durabilidade e a vida útil do sistema de vedações.

ABNT:

MENDES, Mena Cristina Marcolino; FABRICIO, Márcio Minto; IMAI, César. A percepção dos moradores sobre o uso dos sistemas construtivos inovadores em habitações: uma contribuição da avaliação pós-ocupação. 2018.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/102/102131/tde-17092018-101554/ >.