ACESSAR O MATERIAL TAGS

Segregação Urbana

Autor(a):

Herling, Tereza

Orientador(a):

Sawaya, Sylvio de Barros

Ano de publicação:

2002

Unidade USP:

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo [FAU]

Assuntos:

meio ambiente (preservação)

Resumo:

Esta tese aponta formas dadas e possíveis da relação entre Cidade e Natureza, no processo de construção do espaço urbano, tendo como objeto de estudo a relação entre a cidade de São Paulo e a floresta da Cantareira. O processo de investigação, pautado em um exercício de projeto, desvenda o antagonismo aparente e a complementaridade necessária entre dois elementos constitutivos de uma mesma totalidade - o espaço urbano. Em primeiro lugar, revela-se a dicotomia aparente entre a Cidade e Natureza. De fato, a regeneração da floresta da Cantareira, até o fim do século XIX devastada pelas culturas agrícolas, só se torna viável em função da necessidade urbana de exploração de seus recursos históricos para a implantação do sistema de abastecimento de água da cidade. Cidade e Natureza nascem como territórios estruturalmente vinculados. Em segundo lugar, revela-se uma dicotomia real, pela contradição (e o esgotamento) do modelo de estruturação urbana, que associa:- a necessidade de afastar cada vez mais a exploração dos recursos naturais, protegendo-os da contaminação por usos urbanos predatórios que se constroem cultural e fisicamente pela cisão de seu substrato natural - à expansão continuada desta malha urbana predatória em direção a áreas de proteção ambiental, em função dos processos de segregação sócio-espacial das populações pobres para áreas desvalorizadas da periferia e do mercado imobiliário informal. Afirmamos que os recursos naturais da floresta da Cantareira só poderão ter seus processos regenerativos garantidos se adquirirem valor como recurso social e cultural para a Cidade. Estes valores e vínculos podem ser revelados pela atividade projetual, entendendo-se projeto como processo coletivo de conhecimento da realidade e de suas possibilidades de transformação.

ABNT:

HERLING, Tereza; SAWAYA, Sylvio de Barros. A floresta em São Paulo, a cidade na Cantareira: fronteiras em transformação. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.