ACESSAR O MATERIAL TAGS

Autor(a):

Magalhães Júnior, José César de

Orientador(a):

Telles, Vera da Silva

Ano de publicação:

2006

Unidade USP:

Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas [FFLCH]

Assuntos:

inclusão social; movimentos sociais urbanos; política social; políticas públicas (aspectos socioeconômicos)

Resumo:

Esta dissertação é o resultado da construção experimental de um objeto de pesquisa a partir de um trabalho de campo extenso e aprofundado em quatro organizações de base popular na periferia sul da Cidade de São Paulo. O objetivo visado por esta construção foi o de uma apreensão das linhas de força que estão reconfigurando práticas políticas nas periferias paulistanas: o deslocamento tanto das estratégias de organização popular assentadas na representação de interesses das classes trabalhadoras - o movimento operário e os movimentos sociais urbanos da década de 80 - quanto dos antigos expedientes do favorecimento pessoal, para formas contemporâneas do associativismo civil que mobilizam saberes técnicos, qualidades administrativas e recursos de investimento privado para o atendimento às necessidades das 'populações carentes' moradoras das periferias. Por este movimento, o jogo político das periferias passa da polarização de interesses entre as formas de reivindicação por melhores condições de vida e os recursos de método tradicionais do clientelismo político para uma convergência de todas as organizações populares sob a forma da 'prestação de serviços sociais'. Serviços executados por organizações não-governamentais (ONGs) administradoras de projetos sociais que visam uma gestão eficaz de recursos escassos destinados à promoção de iniciativas empreendedoras. Ao longo desta dissertação, procura-se colocar em perspectiva as situações aporéticas.

ABNT:

MAGALHÃES JÚNIOR, José César de; TELLES, Vera da Silva. O mercado da dádiva: formas biopolíticas de um controle das populações periféricas urbanas. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.