ACESSAR O MATERIAL TAGS

Autor(a):

Oliveira, Paula Custódio de

Orientador(a):

Martins, Maria Lucia Refinetti Rodrigues

Ano de publicação:

2017

Unidade USP:

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo [FAU]

Assuntos:

planejamento territorial urbano; integração; periferia; educação integral

Palavras-chave do autor:

CEU;integração urbana;periferia;planejamento urbano

Resumo:

Em um contexto urbano de intensa desigualdade socioterritorial como é o da metrópole de São Paulo, e de tantas outras metrópoles brasileiras, o papel do profissional de arquitetura e urbanismo, deveria ser cada vez mais o de arquiteto urbanista social, reconhecendo as contradições da produção capitalista do espaço urbano e realizando uma leitura urbana associada a uma prática que, além de considerar as condições precárias a que esses territórios estão sujeitos, respeite as relações que se estabelecem entre o espaço e seus moradores. Buscando, então, discutir possibilidades de qualificação do tecido periférico, por meio de ações promovidas pelo poder público que visem a um urbanismo mais includente, foi definido enquanto objeto de pesquisa, a política de implantação dos Centros Educacionais Unificados, que aqui, são entendidos como uma possibilidade desse tipo de política urbana. Nesses termos, o trabalho contempla a proposta elaborada e a implantação dos CEUs, discute seu significado enquanto política urbana, traça um paralelo desse projeto com as propostas urbanísticas contidas nos Planos Diretores para a cidade e, por fim, analisa três casos, em que observa a condição desses equipamentos de correlacionar aspectos sociais e territoriais (uso cotidiano, participação da comunidade e articulação no território nos quais se inserem) para promoção de um urbanismo includente. O CEU é um elemento urbano que através de seu uso cotidiano e oferta de espaços qualificados e atividades diversas cria uma gama de oportunidades para seus usuários, construindo e fortalecendo cidadania e vida urbana. Se é importante a integração física e a infraestruturação desses tecidos urbanos, importa tanto quanto (ou ainda mais) desenvolver elementos que, ao reconhecer as potencialidades que esses territórios oferecem, fomentem cidadania e cidade em tecidos periféricos de grande carência urbana. É nesse sentido que os CEUs contribuem ao se firmarem como equipamento urbano de uso público na periferia.

ABNT:

OLIVEIRA, Paula Custódio de; MARTINS, Maria Lucia Refinetti Rodrigues. >O CEU na integração da periferia. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16139/tde-13062017-105806/ >.