ACESSAR O MATERIAL TAGS

Autor(a):

Máximo, Francisco Rérisson Carvalho Correia

Orientador(a):

Lopes, João Marcos de Almeida

Ano de publicação:

2012

Unidade USP:

Instituto de Arquitetura e Urbanismo [IAU]

Assuntos:

planejamento habitacional; conjuntos habitacionais

Palavras-chave do autor:

conjuntos habitacionais;Fortaleza;habitação social;moradia popular;políticas habitacionais;projetos habitacionais

Resumo:

A atuação do Estado brasileiro na questão habitacional ocorreu de maneira diversa, seja na regulação, no fomento, ou ainda na produção direta de moradias que, neste caso, tem como resultado formal de destaque os conjuntos habitacionais. Construídos em diferentes momentos históricos, eles ganham significância com a atuação do Banco Nacional da Habitação e do sistema financeiro a ele vinculado, quando são construídos, justamente no período de mais intensa urbanização da história do Brasil, inúmeros e imensos conjuntos habitacionais nas periferias urbanas. Por vezes compreendendo bairros inteiros, os conjuntos habitacionais diretamente se relacionam à maneira como se deu o processo de desenvolvimento urbano e crescimento territorial, processo este que, mesmo apresentando variantes, continua presente nas grandes cidades brasileiras, como é o caso de Fortaleza. Esta cidade é, então, tomada como objeto de estudo empírico para a realização desta pesquisa de mestrado que tem por objetivo analisar a produção de habitação social no seu espaço urbano metropolitano, através da identificação de mudanças e permanências que caracterizam tal processo, advindas de práticas e políticas distintas de provisão de moradia, tanto na forma como no tempo. Mesmo que se tratando de um contexto urbano específico, pretendeu-se tomar um caso paradigmático como o de Fortaleza para compreender como se processam estas mudanças e permanências e, posteriormente, contrastá-la com os processos atuais de produção de habitação social. Com caráter notadamente empírico, a análise da produção habitacional aqui realizada objetiva, enfim, identificar e discutir alguns dos elementos que caracterizam a dinâmica das políticas de moradia popular, da arquitetura das unidades habitacionais e dos espaços que os conjuntos habitacionais configuram.

ABNT:

MÁXIMO, Francisco Rérisson Carvalho Correia; LOPES, João Marcos de Almeida. Moradia, arquitetura e cidade: mudanças e permanências na produção da habitação social no espaço urbano metropolitano de Fortaleza. 2012.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/102/102131/tde-17062013-154840/pt-br.php >.