ACESSAR O MATERIAL TAGS

Autor(a):

Lepine, Andrea Gruenwald

Orientador(a):

Madeira, Ricardo de Abreu

Ano de publicação:

2016

Unidade USP:

Faculdade de Economia Administração e Contabilidade [FEA]

Assuntos:

economia da educação; incentivos; ensino superior

Palavras-chave do autor:

economia da educação;ensino superior;incentivos;responsabilização das escolas

Resumo:

Esta tese é composta por três ensaios independentes em economia da educação, que têm como objetivo avaliar o impacto de diferentes políticas públicas no Brasil. O primeiro capítulo estuda os efeitos do Prouni, um programa que oferece bolsas para estudantes de baixa renda no ensino superior. A metodologia usada para lidar com efeitos de seleção é a de propensity score matching, com base em características observáveis dos alunos e uma proxy para desempenho inicial. Os resultados, que são robustos a diferentes especificações, mostram que os bolsistas têm melhor desempenho e levam menos tempo para chegar ao último ano de faculdade do que alunos comparáveis. Os efeitos estimados são maiores para bolsistas integrais do que para bolsistas parciais, sugerindo que o valor da bolsa é relevante. Os resultados também indicam que os bolsistas integrais têm probabilidade menor de trabalhar durante a faculdade. O segundo capítulo apresenta evidências empíricas relativas ao efeito do programa de incentivos para professores do Estado de São Paulo, no qual foram distribuídos bônus de grupo para professores e funcionários em função da melhora do desempenho dos alunos. Neste capítulo é usado o método de diferenças em diferenças e de diferenças triplas. Os resultados sugerem que o programa teve efeitos positivos sobre o desempenho dos alunos, no entanto, os efeitos encontrados variam entre séries e matérias. Embora poderia esperar-se que em escolas com um maior número de professores efeitos de free-riding sejam mais fortes e limitem o efeito da política, este efeito não parece ser importante. O estudo mostra também que escolas com desempenho inicialmente baixo apresentaram melhoras mais importantes do que a média. O terceiro capítulo analisa se a divulgação de informações sobre a qualidade das escolas afeta as escolhas dos alunos. Mais especificamente, procura-se saber se a divulgação das notas obtidas no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) afetou o volume de matrículas em escolas com alto e baixo desempenho. A metodologia usada é a de regressão descontínua, com base em uma regra exógena que determinou que somente as escolas com um número mínimo de alunos que fizeram a prova teriam seus resultados divulgados. Os resultados indicam que a divulgação de notas a nível de escolas não teve impacto significativo sobre as decisões de matrícula, tanto no caso de escolas privadas como públicas. Os resultados se mantêm quando é levado em consideração o grau de concorrência enfrentado pelas escolas, ou o seu ambiente socioeconômico.

ABNT:

LEPINE, Andrea Gruenwald; MADEIRA, Ricardo de Abreu. Essays in the eonomics of education in Brazil 2016.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12138/tde-10022017-121034/ >.