ACESSAR O MATERIAL TAGS

Favela

Autor(a):

Navarro, Sergio Aparecido

Orientador(a):

Mrech, Leny Magalhaes

Ano de publicação:

2018

Unidade USP:

Faculdade de Educação [FE]

Assuntos:

afetividade; planejamento pedagógico; ambiente escolar

Palavras-chave do autor:

afetividade affectivity ambiente escolar pedagogical project projeto pedagógico school environment

Resumo:

Entre os vários problemas crônicos na Educação, destacamos as situações de conflitos, que podem ser desencadeadas pelo impacto de emoções e sentimentos desagradáveis que se manifestam no ambiente escolar e atingem as relações. O agravo ocorre se a escola não tem um projeto pedagógico inovador que envolva o seu entorno, a comunidade local, os pais de alunos, a equipe técnica, professores, alunos e funcionários. A Escola Municipal de Educação Fundamental Presidente Campos Salles é um exemplo que merece destaque, porque vem atuando na contramão desses problemas, por ser inspirada na Escola da Ponte, situada em Vila das Aves e São Tomé de Negrelos, em Santo Tirso, no distrito do Porto, em Portugal. A escola iniciou, em 2005, um projeto pedagógico democrático e inovador para reverter o ambiente adverso. Seu passado era de violência, indisciplina e fracasso escolar. A maioria dos alunos, moradores da favela de Heliópolis, não tinha sua história de vida considerada. O docente e o aluno, respectivamente, eram vistos como: o centro do universo e um ser fraco. Com a nova prática, baseada na educação na cidadania, esse quadro se alterou, significativamente, para melhor. A pesquisa de campo traz como metodologia o estudo de caso investigatório, com análise qualitativa de entrevistas com o ex-diretor, com as coordenadoras pedagógicas e com seis professoras, além das observações sobre o trabalho de três professoras do Ensino Fundamental Regular II, responsáveis por um salão, com cerca de cem alunos dos 5º anos. A base teórica foi desenvolvida à luz de Henri Wallon. Na linha do objetivo geral, o resultado da pesquisa mostrou que o projeto da escola investigada é afetivo. Ele alterou significativamente a concepção de educação e introduziu novas práticas pedagógicas, propiciando uma impactante manifestação de emoções e sentimentos agradáveis no ambiente. O docente também se tornou afetivo e reinterpretou seu papel, caracterizado pelo compartilhamento solidário. O aluno passou a ter voz e ser visto como sujeito de direitos, forte, responsável, solidário e autônomo, capaz de construir o conhecimento próprio e de se organizar individual e coletivamente.

ABNT:

NAVARRO, Sergio Aparecido; MRECH, Leny Magalhaes.EMEF Presidente Campos Salles: o impacto da afetividade no ambiente escolar em decorrência do Projeto Político-Pedagógico. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-07112018-141100/ >.