ACESSAR O MATERIAL TAGS

Educação Popular

Autor(a):

Reimberg, Cristiane Oliveira

Orientador(a):

Koshiyama, Alice Mitika

Ano de publicação:

2009

Unidade USP:

Escola de Comunicações e Artes [ECA]

Assuntos:

processo da comunicação; comunicação (política); movimentos sociais; ação social; educomunicação; cidadania

Palavras-chave do autor:

comunicação e educação;comunicação popular;construção da cidadania;Jornal Pastoral da Criança;Pastoral da Criança;políticas de comunicação;saúde e desenvolvimento infantil

Resumo:

Esse estudo retrata a ação da Pastoral da Criança na Arquidiocese de São Paulo, analisando como funciona na prática o processo educativo e comunicativo idealizado pela organização. Autores que trabalham a relação entre comunicação, cidadania, jornalismo, educação popular e saúde da criança estão presentes no campo teórico. Na pesquisa de campo, ouvimos 61 pessoas que atuam na entidade sobre as ações que realizam, o uso que fazem do Jornal Pastoral da Criança e como veem ou vivem a questão da cidadania. Ainda entrevistamos outras dez pessoas ligadas à Coordenação Nacional ou programas específicos, das quais destacamos a fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, e a jornalista responsável pelo jornal, Sonia Prati. Paralelamente às entrevistas, optamos por uma pesquisa participante, com o intuito de aprofundar nosso conhecimento sobre as práticas estabelecidas no cotidiano do voluntariado. Também analisamos a acessibilidade do texto do Jornal Pastoral da Criança, além de relacionar as respostas de leitoras e leitores com o conteúdo apresentado nas matérias, buscando ver se havia uma contribuição efetiva para a construção da cidadania. Nesse percurso, pudemos perceber as políticas comunicativas da Pastoral da Criança e seus efeitos nas comunidades. Realiza-se uma comunicação popular ao mesmo tempo em que se preocupa com a imagem da organização na mídia. O diálogo é a base do processo educativo e da comunicação estabelecida pela Pastoral da Criança, que procura ouvir representantes do voluntariado de diversas formas e incentivar a participação no sistema comunicativo, tanto no jornal quanto na internet e no programa semanal de rádio que desenvolve. Nesse processo educadoras são também educandas assim como as receptoras das mensagens podem também construí-las. O caminho trilhado possibilita que reflexão e ação caminhem juntas rumo à construção da cidadania nas comunidades.

ABNT:

REIMBERG, Cristiane Oliveira; KOSHIYAMA, Alice Mitika. Comunicação, educação e saúde: a ação da Pastoral da Criança para a cidadania na Arquidiocese de São Paulo.. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27154/tde-21102010-101739/pt-br.php >.