ACESSAR O MATERIAL TAGS

Baixa Renda

Autor(a):

Zabotto, Cláudia Botelho

Orientador(a):

Fisberg, Regina Mara

Ano de publicação:

2000

Unidade USP:

Faculdade de Saúde Pública [FSP]

Assuntos:

pobreza; nutrição infantil; consumo de alimentos; transtornos do crescimento; estudos transversais; avaliação nutricional; Campinas (SP)

Resumo:

Trata-se de um estudo transversal desenvolvido em bolsões de pobreza no município de Campinas (SP), com 125 crianças de 0 a 24 meses. Com base na tomada de medidas antropométricas; informações das condições socioeconômicas das famílias e dados sobre consumo alimentar pretendeu-se avaliar o estado nutricional e o consumo de alimentos destas crianças. Os indicadores socioeconômicos apontaram para uma melhora do poder aquisitivo das famílias residentes nos bolsões. Em 1991, 70 por cento das famílias residentes nos bolsões possuíam rendimento até 03 salários mínimos; em 1996, apenas 25,2 por cento. Estes bolsões concentram, ainda, famílias numerosas (4,8 membros); chefes e mães de famílias de baixa escolaridade (04 anos de estudo em média); altos índices de analfabetismo (15,9 por cento para os chefes e 19,2 por cento para as mães); baixa renda (01 salário mínimo per capita) e desemprego (18,1 por cento). Com base na NRC (1989), o consumo de alimentos foi adequado para energia, proteína, vitamina A, vitamina C, vitamina B1, vitamina B2. Inadequado para ferro, em todas as faixas etárias; para o fósforo, nas faixas etárias de 6 a 12 meses e 12 a 24 meses; e para o cálcio na faixa etária de 12 a 24 meses. Houve significância estatística quando associou-se a adequação de cálcio (p=0,018), vitamina B1 (p<0,001) e vitamina B2 (p<0,001) ao retardo de crescimento. A inadequação para cálcio e fósforo não ocorreu quando comparado a DRI (1998), mas houve, ainda, significância estatística entre retardo de crescimento e adequação de vitamina B1 (p<0,001) e vitamina B2 (p<0,001). Os benefícios logrados pelas crianças de 0 a 5 anos da população brasileira, ao longo dos anos, não se reproduziram da mesma forma nos bolsões de pobreza do município de Campinas (SP).

ABNT:

ZABOTTO, Cláudia Botelho; FISBERG, Regina Mara. Avaliação nutricional e de consumo de alimentos de crianças residentes em bolsões de pobreza no município de Campinas, SP 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.