ACESSAR O MATERIAL TAGS

Educação Popular

Autor(a):

Gattai, Silvia

Orientador(a):

Fischer, Rosa Maria

Ano de publicação:

2014

Unidade USP:

Faculdade de Economia Administração e Contabilidade [FEA]

Assuntos:

competência profissional; competência organizacional; economia solidária; educação permanente

Palavras-chave do autor:

catadores;competência organizacional;competência profissional;economia solidária;educação permanente

Resumo:

O problema de investigação que originou esta tese foi o questionamento acerca de quais competências devem constituir o perfil de empreendedores dedicados à gestão de empreendimentos populares solidários. O estudo foi realizado com participantes de cooperativas de coleta e tratamentos de resíduos sólidos, buscando identificar, descrever e analisar as competências que melhor contribuem para que essas pessoas consigam dedicar-se aos processos de trabalho próprios dessas cooperativas, mas também exercerem funções administrativas e gerenciais que são essenciais à sobrevivência do empreendimento. Essas cooperativas integraram o Projeto de Implantação da Incubadora de Empreendimentos Solidários de São Bernardo do Campo, o que permitiu analisar se e como esse processo de incubação contribuiu para o desenvolvimento do perfil de competências desses empreendedores. O objeto de pesquisa dessa investigação foram os catadores participantes dessas cooperativas de coleta e tratamento de resíduos sólidos recicláveis que são acompanhadas pelo projeto, na região do Grande ABC Paulista. Foi realizada uma pesquisa de caráter exploratório e descritivo, com a utilização do método qualitativo do estudo de caso, com análise documental, entrevistas e a técnica etnográfica da observação participante. A problemática da pobreza, a desigualdade social e as iniciativas públicas, privadas e do terceiro setor visando criar oportunidades de trabalho e renda para os mais pobres no Brasil, constituem o pano de fundo dessa pesquisa. Os resultados apontam que as organizações solidárias necessitam das competências individuais para sua sustentação e que essas competências podem ser desenvolvidas em processos de incubação como esse que é apresentado no presente estudo. Os empreendimentos solidários são organizações que não possuem como objetivo estratégico o lucro e sim a remuneração regular daqueles que neles trabalham como associados e o fortalecimento das relações intragrupais com o desenvolvimento da confiança e da cooperação. Nesse sentido, para compreender esses empreendimentos e o desempenho de seus integrantes é necessário considerar duas dimensões da sua dinâmica, o empreendedorismo e a solidariedade que se sustentam sobre as competências das pessoas que lá trabalham.

ABNT:

GATTAI, Silvia; FISCHER, Rosa Maria. As competências dos empreendedores solidários: estudo com catadores em cooperativas de coleta e tratamento de resíduos sólidos em São Bernardo do Campo. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-06112014-115710/ >.