ACESSAR O MATERIAL TAGS

Favela

Autor(a):

Costa, Keila Prado

Orientador(a):

Pino, Claudia Consuelo Amigo

Ano de publicação:

2011

Unidade USP:

Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas [FFLCH]

Assuntos:

literatura brasileira; literatura de expressão francesa; identidade; favelas

Palavras-chave do autor:

favela;identidade;literatura brasileira;literatura de expressão francesa

Resumo:

Este trabalho apresenta uma leitura dos romances Texaco, de Patrick Chamoiseau, e Cidade de Deus, de Paulo Lins, a partir dos espaços onde se desenvolvem as narrativas: respectivamente as favelas Texaco, em Fort-de-France, Martinica, e Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, Brasil. O objetivo do estudo é analisar a formação e o desenvolvimento do espaço e identificar as implicações que ele terá na constituição da identidade pessoal das personagens e, ao mesmo tempo, como essa interação contribuirá para a construção da identidade das próprias favelas. O texto, precedido por uma Introdução que traz um preâmbulo sobre a relação entre esses dois romances, está dividido em três capítulos: Que espaços são esses?, em que há uma breve discussão das questões que envolvem a ficcionalização dessas favelas nos romances e do aparato teórico sobre espaço que nos guiará nas análises; Texaco: a luta coletiva pelo espaço e Cidade de Deus: a luta individual no espaço, capítulos nos quais nos detemos mais demoradamente na leitura dos livros de Chamoiseau e Lins. Nas considerações finais, discutem-se como as personagens, e o próprio espaço transformado em personagem, traçam suas trajetórias pessoais a partir de percursos inversos.

ABNT:

COSTA, Keila Prado; PINO, Claudia Consuelo Amigo. A favela como ficção: uma leitura de Texaco e Cidade de Deus. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8146/tde-26072011-095320/ >.